50 anos do Juventude


Houve uma série de festividades, o jantar de aniversario foi um acontecimento ímpar, prestigiado por uma legião de papos. Há dez anos ininterruptos na Divisão Especial, distanciadamente liderando a estatística nos clássicos locais, já sendo a terceira força do estado. O jogo festivo foi contra o Palmeiras, de Osvaldo Brandão e que seria campeão paulista daquele ano com: Valdir, Djalma Santos, Djalma Dias, Zequinha, Julinho, Vavá, Ademir da Guia, Tupãzinho. O Palmeiras venceu por 4x2.

 
voltar para a década